Rui Taipa

Xaneiro 12, 2018

nita:

o cantor do Porto Rui Taipa com a sua banda vem cantar as janeiras a Arca.

Rui Taipa é um cantautor nortenho, de Freamunde, com bases folk, indie, funk e rock alternativo. Quem o conhece, a solo, conhece bem a sua vertente folk, de escritor de canções com espaço para o alternativo e um toque de funk, que podemos encontrar no seu primeiro E.P. “Meia Dúzia de Histórias”, editado em 2014, dando início ao seu percurso discográfico. Com temas absolutamente distintos uns dos outros, denotando-se grande versatilidade na composição e apenas fazendo uso da guitarra, harmónica, kazoo e voz, Rui Taipa chegou ao mundo como “o novo cantautor Lusitano”. Paciente e trabalhador, nestes últimos anos, Taipa tem vindo a procurar a sua identidade sonora, por esses palcos fora, revelando agora um pouco mais de si. Sem destoar do seu lado cantautor, irá apresentar-se neste novo trabalho com um registo mais a la Feist, Buckley mas, sobretudo, a la Taipa! “Berro” será o título do primeiro longa duração, que reflecte a urgência do autor em se fazer ouvir. Com a colaboração de Ricardo Fidalgo no baixo (The Acoustic Foundation), Gonçalo Salta na bateria (The Acoustic Foundation), Nuno Machado na guitarra (The Black Zebra) e Ricardo Sousa nas teclas, juntamente com alguns convidados para a secção de sopros, há um conjunto de ingredientes que se temperam entre si, numa onda sonora que vai surpreender. A pequena legião de fãs que conquistou, esperou, desesperou e grande parte entendeu esta pausa de trabalho discográfico (exceptuando o single “Joana”, lançado em 2016) como parte de um desafio para quem quer viver a música. Rui Taipa veio para ficar e promete pôr uns quantos refrões colados aos vossos ouvidos! O disco tem edição prevista para o final do ano; até lá podem contar com um novo single…

Facebook

1 day ago

Ábrete de orellas
Hoxe é o Día Internacional das persoas con discapacidade e por iso recuperamos esta canción, na que Seso Durán adaptou un conto sobre o seu fillo Manuel escrito por María José Ferrada. "O traballo pon o acento na diversidade funcional, en que sempre hai máis do que se ve a simple vista e un pequeno misterio en cada cousa."Inquedanzas Sonoras ... See MoreSee Less
Ver en Facebook